Ingrediente Essencial

Já me disseram que eu sou a pieguice em pessoa. Eu poderia negar, e pode não ser verdade, mas discutir isso é meio imbecil. E este post provavelmente vai fazer mais gente se juntar à vertente que atesta o quanto sou piegas.

Whatever.

Eu tenho certas explosões de euforia. Aqueles momentos deliciosos da vida em que percebemos o quanto temos sorte e o quanto as coisas estão dando certo. Para a maioria das pessoas isso não costuma durar muito, mas eu acredito na lei de atração, energias positivas e negativas e similares.

E ontem eu estava numa reunião por Skype com o Luiz Ehlers e o Fernando Heinrich (e durou duas horas, entre 22h e meia-noite) e estávamos conversando sobre os planos mirabolantes que entrarão nas estratégias de marketing da Revista Fantástica. E veio aquela sensação no peito, sabem, de quando sabemos que nada pode ser mais certo do que fazer aquilo.

Sumiram pensamentos deprimidos sobre trabalho, casa, trânsito. Como se uma nuvem negra tivesse se desfeito. Engraçado que, quando acorde hoje, consegui ir sentada no ônibus (coisa raríssima no horário em que vou pra facu, às seis e meia ou sete horas). Cheguei à faculdade e descobri que meu professor de Merchandising e Promoções de Vendas é fera, daqueles que sempre entende o que está falando e sabe responder o que perguntam. Um que a gente percebe que dá aula e prepara e gosta do que faz. Um prato cheio para mim.

Aí deu tudo certo com a minha DP por faltas em Mídia I e consegui fazer a matrícula (apenas a título de esclarecimento, eu fechei com média 9 nessa matéria. Ocorre que estourei as 20 faltas que poderia ter no semestre). E cheguei ao trabalho e percebi que, na verdade, o que eu tinha era cansaço mesmo, porque ele é ótimo.

Quando você vê a beleza das coisas, elas dão certo. É impressionante. Mas o que não percebemos é que somos nós que as fazemos dar certo. Acontece que o bom humor tem o mesmo efeito de superpoderes na nossa vida.

Acima de tudo, acho que o ingrediente especial para tudo dar certo é o amor. É, eu sei. Piegas. Whatever². É só a verdade, oras. O ser humano precisa amar o que faz e fazer o que ama para tudo sair bem feito. As obras-primas são feitas pela dedicação, que não consegue existir sem amor.

A parte boa é que isso faz bem para as ideias, e nada é impossível. Por exemplo, no momento, minhas forças da dedicação estão completamente voltadas para a reformulação da Revista FANTÁSTICA e as estratégias de marketing para levá-la ao conhecimento do público leitor de modo mais abrangente.

Não tem como não dar certo. Você levanta um belo dia e decide que vai por aquela ideia em prática, ela acontece. Pode começar a chover, o ônibus (ou o carro) pode quebrar no caminho, mas se os obstáculos da rotina forem incapazes de destruir seu bom humor, tudo vai funcionar exatamente da forma que você quer, porque você faz virar realidade.

E esta sensação é gloriosa.

É ao mesmo tempo uma mistura de poder, entendimento, euforia e felicidade. É quando tudo faz sentido e você tem o controle sobre a sua vida. Se as pessoas cultivassem esses bons sentimentos e, por consequência, atitudes positivas, eu duvido que todos fossem infelizes e estressados como tem sido nas grandes cidades. Render-se à dificuldade é um troféu de fracasso.

Os obstáculos são só maneiras de tornar a jornada mais desafiante e, por isso mesmo, mais interessante. As facilidades nos entendiam. Cansamos da rotina porque tudo nela á fácil. É como capítulo de novela reprisado: sabemos o que vai acontecer, e vemos só porque acreditamos que não há opção. A maioria das pessoas nunca escolhe mudar o canal.

Ok, está parecendo meio auto-ajuda. Não era bem a intenção. Eu só queria compartilhar com vocês a felicidade da vitória (mesmo ainda não tendo chegado ao pódio).

Anúncios

2 pensamentos sobre “Ingrediente Essencial

  1. ai Carol que lindo *-*
    e por incrível que pareça, to em um período de descoberta e experimentação de sentimentos semelhantes, tanto que, dá uma olhada no post que eu fiz esses dias, é mto parecido! (http://peqmari-trocoatencaoporvidas.blogspot.com/2011/02/o-perigo-do-compromisso.html)
    enfim, quero parabenizá-la mais uma vez por essas palavras sábias, pois tem gente que demora uma vida toda pra perceber o que vc (nós) estamos descobrindo agora.
    e nunca se esqueça de uma coisa: a vitória é só o início de uma jornada ainda maior.

    anata wa aishiteru ❤

    obs: e to vendo aqui… é incrível como, em posts desse tipo (sobre felicidade & energias positivas), as pessoas costumam mais ler e contemplar do que responder. O que pode, em um primeiro momento, nos fazer perguntar "poxa mas por que? será que é um assunto sem potencial desenvolvimento?" mas em seguida, percebemos que é exatamente o contrário: essa leitura tem sim grande potencial pois pode ajudar a despertar consciências, e quer melhor resposta que essa?

    afinal,como dissemos ontem, é sempre melhor realizar do que aparecer.
    ;3

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s